segunda-feira, 20 de abril de 2009

- Violão puro e nosso... Nonato Luiz.

Biografia

Cearense de Lavras da Mangabeira, Nonato Luiz começou sua história com a música num cavaquinho. Aos quinze anos já era o segundo violinista da Sinfônica de Fortaleza. Nessa época, numa tendência clara entre o popular o erudito, opta pelo violão como seu instrumento definitivo. Em 1975, em perfeita harmonia com seu instrumento, o já compositor Nonato ganha o 1° prêmio do concurso para violonistas da TV Tupi, em São Paulo. Seu primeiro disco “Terra”, já conta com participação de Fagner, João Donato e Bimba. Grava também disco com o guitarrista flamenco Pedro Soler. No mesmo ano grava outro trabalho em homenagem a Pablo Picasso, lançado também na Europa, em companhia de Mercedes Sosa, Paco de Lucia e Rafael Alberti. Em 1984, em Johannesburgo, África do Sul, Nonato realiza trabalho pelo selo SABC. Em 1985 realiza temporada na Itália, França e Áustria, oportunidade em que toca, pela primeira vez, no Mozarteum, em Salzburg, o templo dos grandes instrumentistas mundiais. Nessa mesma época, grava, em Paris, o álbum “O Porto”, com suas composições. No retorno ao Brasil participa de discos e shows com Chico Buarque, Fagner, Nara Leão, Luiz Gonzaga e Amelinha. . Em nova temporada européia, em 1989, entre a Áustria, Itália, França e Alemanha confirma seu prestígio internacional. No ano seguinte, pela Caju Music, grava mais um álbum com percussionista Djalma Corrêa e o baixista Luiz Alves. Em 1991 foi um ano de intenso trabalho. Uma excursão pela Europa, entre Áustria, Suíça, Itália e Alemanha, e a gravação do disco “Retrato do Brasil”, distribuído para todo o mundo pela Otto. Espetáculos na Sala Cecília Meireles, no Rio, uma turnê com Fagner pelo Brasil e uma excursão solo pelo Norte e Nordeste. Lança ainda o álbum “Carioca”, com o tecladista Túlio Mourão, e realiza apresentação no Free Jazz Festival, considerada, pela crítica, como a melhor sonoridade do Festival. Em 1992, após a já habitual turnê européia, Nonato realiza temporada patrocinada pela UNESCO na Salle de Cinéma, em Paris, onde grava também “Terra à Vista”, tema oficial da ECO 92. No ano seguinte, Nonato realiza excursão por cinco países na Europa, dentre eles estão: a Alemanha, Áustria, Itália, Suíça e Espanha. Em 1994, numa homenagem ao maior ícone da música nordestina, Nonato dedica um trabalho completo a obra de Luiz Gonzaga, lançando o CD “Nonato Luiz interpreta Luiz Gonzaga”, disco que teve seu lançamento realizado em quase todas as capitais brasileiras. Em 1996, o artista lançou um dos mais aclamados discos de sua carreira, dedicado exclusivamente a seresta brasileira, sob o título “Violão em Serenata” com a gravadora CID. Continuando seu trabalho de preservação e estudo dos ritmos brasileiros, Nonato lançou em 1999 um disco dedicado ao nosso Chorinho, com o título “Choro na Madeira”, quando o artista demonstra sua capacidade virtuosística nas cordas do seu violão. Já este ano, 2000, Nonato abre mais ainda sua universalidade com o lançamento do uma obra inédita em homenagem e reconhecimento ao mais popular dos ritmos no mundo, o rock, na obra do mais importante grupo de todos os tempos, The Beatles. Uma releitura sem precedente das canções que fizeram a história dos quatro rapazes de Liverpool. Nonato Luiz é, hoje, um dos instrumentistas brasileiros mais respeitados no circuito europeu, onde vem desenvolvendo, ao longo dos anos, inúmeros concertos em violão elogiados pela crítica especializada. É um dos privilegiados brasileiros a lançar na Europa um livro reunindo as partituras de suas composições intitulado “Suíte - Sexta em Ré Para Guitarrra”, editado pela Henry Lemoine, Paris. Incansável, Nonato ainda tem vários projetos pela frente, destacando-se a releitura de obras de grandes compositores cearenses, reunindo numa única obra, o melhor do que se fez em música no Estado do Ceará.

Nonato Luiz e Orquestra Eleazar de Carvalho - Um Dia, Um Sonho.

video

Um comentário:

  1. É escandaloso ouvir o violão do também escandaloso, Nonato Luiz. O camarada Alberto também consegue ir além da medida nos agraciando com tanta qualidade. O musicadaboa fica melhor.
    armando guilherme

    ResponderExcluir